A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Andrea Cristina Lopes
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
Voos
Por: Andrea Cristina Lopes


E tudo se vai sem deixar expectativas. O que tinha asas, voou. O que era para ser semente, talvez tenha florido e seus frutos se darão a conhecer em outros dias.

Sobraram as pedras. A frieza de uma tormenta que já não se finda.

As folhas se foram. Sempre inverno, mesmo quando o sol se destaca em escaldantes labaredas avermelhadas inundando de calor a tarde.

Sem promessas e o que soava eterno apenas deixou de ser o foco. Dissipou-se. Perdeu se em meio à confusão dos dias.

Aquela alegria, aquela pela qual se lançaria em queda livre, deixou-se ir em um final de uma tarde de verão. Uma tarde qualquer, uma tarde que levou a alegria quando em última vez foi ouvida a palavra que dá todo sentido. Aquela que permite a um sonho específico que aconteça.

.....

Hoje eu olho para tudo que me trouxe flores e choro. Chorao a perda. Choro a partida. Choro todas as dores que o mundo inventa dia após dia. Sonho após sonho. Um sol após outro sol.

... e assim se vão as noites. Vazias de encantamentos e cintilar de estrelas. Só um coração quebrantado.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: NYfW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.