A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

João Márcio F. Cruz
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
AS CRIANÇAS ESPECIAIS NOS ENSINAM A AMAR
Por: João Márcio F. Cruz

AS CRIANÇAS ESPECIAIS NOS ENSINAM A AMAR

Todo ser humano é poliglota. Possui seus idiomas próprios e seu jeito singular de expressar sua verdade. Existe a linguagem verbal, a linguagem do coração, linguagem corporal, linguagem dos apaixonados, linguagem do olhar de mãe e etc. Porém, nem todos sabem “usar” esses múltiplos idiomas, então, a vida nos envia elas:

AS CRIANÇAS ESPECIAIS

Elas ensinam, para nós, adultos bobões e cheios de neurose, que a vida é simples, não precisa complicar.
.
Quando aquela criança está displicente, desconcentrada, com déficit de atenção, está querendo dizer:
- já, já... te dou atenção, nesse momento, estou no mundo da lua e aqui está tão bom !!!
.
Tem aquela outra tão hiperativa, inquieta, que está querendo dizer:
- estou tão apressado pra ser feliz, pra brincar, divertir-se que nem consigo parar pra sentar...
.
Aquela outra que fica em silêncio, no canto da sala, isolada, está dizendo:
- por favor, também gosto muito de você, mas deixe-me ficar só, por um instante. Se você me tocar, agora, vai doer !!!
.
Existem aqueles que não andam, e estão pedindo:
- é tão bom quando me carregam no colo, por favor, alguém quer me levar para um passeio?
.
Aquelas outras que não vêem o que você vê mas enxergam muito bem porque quando tocam no seu rosto, nas suas mãos, estão querendo dizer:
- obrigado por você não me fazer mal e me proteger nessa vida. Te amo !!!
.
Existem as dramáticas, que gritam, esperneiam. Elas estão dizendo:
- será que ninguém nessa casa vai vim me dá um abraço, aafff já to rouco e esse povo não escuta ?!
.
E mesmo aquelas que demoram a falar, já muito cedo aprendem a abraçar e nos ensinam que MELHOR do que ter sentimentos, é compartilha-los com quem amamos e com quem gosta de nós...
.
Com suas diferenças elas nos ensinam os idiomas da amizade, do perdão, da paciência, do carinho, e principalmente e aceitar nossas próprias diferenças na medida que amamos sem exigir que sejam como nós.
.
Obrigado a todas as crianças especiais que nos ensinam aquilo que nós adultos esquecemos:
“se não tivermos amor, nada seremos...”
Afinal, como certa vez, disse-me a “sábia” professora Darliana,
“normal é ser diferente...”


Obs: dedico esse texto a pedagoga Darliana Lima Ferreira (Canindé-ce) que trabalha com amor na APAE e muito me ensinou sobre esse universo dos especiais <<<


(J. Márcio)

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: eYeX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.