A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Celso Corrêa de Freitas
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
HÁ MALES QUE VEM PARA O BEM
Por: Celso Corrêa de Freitas

Anos 90! Eu trabalhava numa multinacional e num certo momento, veio nos gerenciar uma pessoa que ao nos ser apresentada, lhe disse:
-Parabéns, toda mudança pressupõe uma melhoria...
Não demorou muito para que esta pessoa em linguagem de chão de fábrica passasse o facão nos funcionários com mais de 10 anos de serviços. Eu estava então, com 15 anos de Empresa.
Este fato não tirou de mim, a crença naquilo que disse ao meu algoz, e ao meu pensamento acresci: "Há males que vem para o bem...”
Este arrazoado será o meu suporte para mostrar que em 1992 quando do impeachment de Collor, ninguém tinha noção, e temia o que viria depois dele.
Com o PT no seu calcanhar, Itamar Franco assumiu, e na sua posse em 1992 disse aos brasileiros:
Com Itamar veio à lei dos genéricos, a Lei orgânica da Assistência Social (LOAS) caminho para a criação dos programas de transferência de rendas.
A seu pedido a Volkswagen volta a fabricar o Fusca, que havia saído de linha sete anos antes dele.
Com Itamar Franco veio Fernando Henrique Cardoso, veio à implantação do Plano Real.
O Brasil pulou para oito anos de FHC, e aquilo que parecia ser eterno, precisou na opinião da nação, ou parte dela, mudar! Uma mudança que assustava, tanto que aquele que substituiria FHC precisou garantir a nação através de uma “Carta aos Brasileiros” que não alteraria a politica até então adotada. Ao garantir isto ganhou a eleição iniciando a era Lula. Se aproveitando do plano real, Lula chega ao seu segundo mandato e apesar dos contratempos configurados pelo “Mensalão” elegeu sua sucessora tranquilamente. O País parecia em calma, ordeiro, tranquilo, estado que a esquerda brasileira explorava como sendo o paraíso onde todos podiam morar. Nos subterrâneos desse paraíso, no entanto, a incompetência administrativa, e a corrupção desenfreada desencadeia uma reação popular que vai para a rua aos milhões, e de graça! Exigindo o fim da corrupção e o impeachment daquela que era chamada pelos seus de “Presidenta”.
O Brasil volta ao passado, trazendo ao nosso cenário político a figura do Impeachment contra a Presidente Dilma Vana Roussef.
Na sequência do rito próprio ao processo o governo perde na Câmara dos Deputados por 367 votos favor da implantação do processo e 137 votos contra.
Vendo pela TV os trabalhos de admissibilidade do Impeachment no Senado Federal, volto meu pensamento à crença de que toda mudança pressupõe melhorias, e que há males que vem para o bem, pois independente do resultado que a este processo o senado federal chegar, tudo que aconteceu até agora valeu por ver que:
- Hoje temos uma noção exata do projeto petista de governo.
- Hoje temos um painel bem mais amplo da corrupção brasileira, e sabemos que seus próceres estão na Esquerda, na Direita, no Centro...E é contra eles que milhões foram para a Rua. Não foi só contra a Presidenta!
- Hoje vemos surgir uma nova geração de pessoas em vários segmentos da vida nacional, que se destacam a partir do fator Impeachment em curso, quanto aos seus posicionamentos e que se configuram como muito preocupados em nos fazer crer no futuro do nosso País.
Pensei em citar nomes nos quais vejo tais qualidades, mas decidi não nomina-los, pois cada um tem a sua relação de personalidades nas quais deposita suas esperanças de um Brasil melhor.
Saindo do contexto destas esperanças para este Brasil que renasce das cinzas da corrupção, vamos ficar na realidade que determina a posse de Michel Temer...Que ele traga em si o espirito de Itamar e nos proporcione um bom período de governo, sem mazelas, pois o fato é que toda mudança pressupõe uma melhoria, e há males que vem para o bem.
Celso Corrêa de Freitas
04/05/2016 – 15:33
No momento no qual o Senador Antonio Augusto Junho Anastasia (PSDB-MG), relator do processo faz a leitura do seu relatório.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: TYAK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.