A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
Apolo
Por: Alhosal

Nos dias antigos, antes dos gigantes fenecerem em sacrifício,
Muito antes da dinastia dos Reis Taumaturgos prosperar,
O meu povo fazia a festa da colheita no bom dia de solstício,
Desde que Apolo desceu no Egito, e fez a história recomeçar.

A noite impera esplêndida, e a lua generosa com seu artifício.
A chuva cai com simpatia, exala sua fragrância a nos temperar.
A terra ouve o que Apolo manifesta, em Delfos, o divino ofício.
E o selvagem que sai da floresta, torna-se homem, sem tropeçar

As marés trazem um viajante à praia, e com ele um bom auspício:
É um coração de leão com valentia, por toda a ilha a reverberar.
Ares depôs armadura e gládio, anuncia aos povos o armistício,
E de forma modesta Apolo parte prometendo um dia regressar.

(Poesia participante do livro "Projeto Poesias Encantadas-Antologia Poética X", publicado pela Editora Becalete/2016)

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PVEe (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.