A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poesia
 
O Circo
Por: Alhosal

A banda está tocando, o circo chegou afinal!
Arautos vibram sinos, euforia n’alma a bulir
Quimeras, ciganos, corpos febris e carnaval
Flagelação, Vênus em êxtase, bodes a balir

Os animais muito alterados, desfilam em espiral
Palhaços ensanguentados, o títere não para de rir
Bailarinas que parecem estrelas na dança sideral
Açougueiros e parteiros ajudam o monstro a parir

A pantomima culmina num evento radical
Emissão de luz simulada, galáxia a explodir
Cores efervescentes, calor e vento tropical
Sangue, secreções, larvas nos ovos a eclodir

Armadas inimigas no horizonte do mar meridional
Gigantes brindando e rindo, leões na noite a rugir
O circo vai sumindo, o sonho vira medo irracional
A chuva nos leva ao mar, antes que possamos fugir

(Poesia participante do livro "Projeto Poesias Encantadas X - Antologia Poética", publicado pela Editora Becalete-2016)

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: IbCP (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.