A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Escritor ADhemyr Fortunatto
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
O CORDÃO DE ISOLAMENTO
Por: Escritor ADhemyr Fortunatto


TEXTO PUBLICADO EM NOSSA COLUNA DO JR NOTÍCIAS, DE SÃO PAULO - SP, em março/17.
-

Há homens que --- até habilmente ---, criam em torno da mulher um imaginário (e perigoso!) cordão de isolamento, a ponto de ela achar que só ele existe no mundo. E isso é realmente o que ele pretende com tal atitude!
Começa por colocar sempre em primeiro plano os parentes dele. Mas tudo isso é feito de forma sutil, a ponto de ela ir sendo envolvida até mesmo sem se dar conta. Quando dá por si, nota que gira em torno dele, literalmente.
Procura isolá-la dos parentes dela: mãe, pai, irmãos etc.
E até das amigas. E é incrível que muitas mulheres aceitam isso!
Pode chegar ao extremo de jogá-la contra os irmãos, primos, pai, mãe; avós; sem contar as amigas.
E ela põe em cabeça que os parentes dele, ah, estes sim, é que gostam dela. Ah, amizades, pensa ela, eu nem as tinha: Só ele é meu amigo! ...
E ainda há aquelas que pensam: Ainda bem que ele ‘me abriu o olho’.
Mas um dia --- como tudo --- a casa cai.
Brigam, ele vai embora, e ela se vê sozinha...
Poderá voltar aos pais --- estes geralmente sempre perdoam ---, mas amigas nota que mal as tens agora; outros parentes fazem-lhe desfeitas, como se a dizer: Ora, quando estava com ele não prestávamos; e agora prestamos?
É preciso tomar cuidado, pois: Às vezes na busca cega de um amor, as pessoas se veem envolvidas num imaginário cordão de isolamento, do qual muitas vezes é difícil sair. E se saírem, terão que reestruturar a vida, pois pouco terá restado de si mesmas.
-----------------------------
Escritor ADhemyr Fortunatto
Autor do livro “As Aventuras do Bodão” e 'Reflexões de um sujeito à toa".

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: dCHg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.