A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
PARQUE ENCANTADO
Por: Marcos Costa Filho



O sol estava de folga,
o dia de inverno, sombrio.
Uma garoa quase chuva
molhava sem ser percebida
o casal que de todo se empolga!

Trocavam beijos e sussurros.
Não sentiam a relva molhada
e o verde das árvores ao redor,
ao balançar suas verdes folhas,
aplaudiam seus amores tão puros!

Era um parque onde um encanto,
do casal totalmente apaixonado,
fluiu para a natureza no momento
que o transformou num certo paraíso
e a felicidade os cobriu com seu manto!

Eram duas vidas numa só e então,
palpitações e respiração cadenciadas,
entrelaçados os corpos fremiam
à mercê da mansa garoa intermitente
que não apagava o fogo da paixão!

O colorido das brasas deste viver intenso
aquecia os dois seres que nada mais ouviam
além do sonoro e cativante cantar da felicidade
e se imaginavam com graça na vida ao fim,
como seriam, ainda juntos num amor imenso!

O parque, todo encantado, na verdade,
era a moldura do belo quadro do agora,
sendo aquele o tempo de uma doce vida,
toda vivida de modo intenso e duradouro
que valeu aos dois uma real eternidade!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FCCJ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.