A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
A FLOR DO LÁCIO
Por: Marcos Costa Filho



O quê será?... O quê será?...
Desta minha bela e muito rica,
que todo dia me valho dela,
mas que rapidamente se modifica,
minha Língua Portuguesa?
A qual, já aprendi várias vezes
e depois de tantas reformas,
está confusa, com novas normas?

Mas o pior, talvez, será... será...
que vai rumo a um dialeto?
Pois seu uso a ficar repleto
mais e mais quotidianamente,
sem a menor cerimônia,
de engajados tão rapidamente,
termos do Inglês americano,
dela, a tirar o natural encanto.

Minha bela e materna Língua
te faltam com o respeito
pública e notoriamente,
pois até as colunas dos jornais
te ignoram, te deixam à mingua
de teus termos, teus sinônimos
e apresentam de qualquer jeito
a mistura de idiomas como normais.

Termos de qualquer origem inclusos,
em textos na nossa Língua escrita,
seguem regras, mas, esquecidas estão
e por isso correto até parecem, os abusos.
Todo idioma sofre sempre modificações,
pois é uma dinâmica atrelada à épocas,
mas a troca de seus termos naturais
por estrangeirismo, é torná-los rivais.

E o pior é que nesta acesa luta literária,
o modismo muito ajuda a torná-la renhida
surgindo para o que menos se imagina
títulos para eventos, livros, entidades,
programas de televisão, revistas, bandas,
e tantas palavras escritas de modo absurdo
até seguidas de apóstrofe atreladas de “s”,
a acontecer pelas escolas e universidades.

Até nas crônicas de respeitáveis autores
e nos artigos de competentes escritores
todo dia levam ao público os periódicos
uma gama de mistura bilíngue tão clara,
parecendo assim ser e induzem os leitores,
incluírem seu vocabulário como muito lógico.
Pode-se estar a anteceder como prefácio:
“Perder-se-á no tempo a última Flor do Lácio”!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: AeBW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.