A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poema
 
amar amazônia
Por: Celso Roberto Nadilo

sobre os laços do rio verde
sois aquela foi a liberdade,
num sonho que vive na eternidade,
sois dia que pega fogo inconsciente
ador que mata a terra ainda ri
sobre mando escuros dos céus,
lastimas que percorrem o veneno,
clamar entre suas auroras feitos anjos
se esculpe decepções ainda se faz feliz...
nas magoar que deixar o que será do futuro,
árido mundo, o vento trará lembranças
na angustia da vida... para acreditar no futuro,
o sopro e o sussurro, lagrimas que secaram de sede,
ainda sim será nosso mundo,
o que temos nunca foi roubado, apenas queimado,
por mil vez tentaram calar a noite a tornaram o dia
no final dos tempos aplaudam a loucura daqueles que o amam...
na esperança deixo a navegar em rios pujantes
frio esquecimento sua morte a beira do mar bravio,
o julgo eterno esbraveja sobre os sinos do apogeu...

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ULdI (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.