A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Trapalhadas, notícias chocantes e velhos assuntos em pauta
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

O país onde de um lado tudo pode


A semana encerrada no último domingo foi recheada de más notícias. O mundo recebeu com tristeza a morte do ex-astro do basquetebol norte-americano, Kobe Bryant, os brasileiros lamentaram as enchentes em Belo Horizonte, provocadas pelas chuvas, e os críticos do atual governo federal exigiram a saída do ministro da Educação pelas postagens nas redes sociais, onde se incumbiu pessoalmente de rever a prova do Enem de um apoiador da gestão do Mito. Qual delas ocupou o maior espaço nos meios de comunicação? O dia a dia é feito desta forma.
Os acontecimentos que envolvem morte, especialmente de pessoas famosas, sempre despertam críticas e apoio. Como entender que o ídolo norte-americano, que foi vítima de um acidente com o helicóptero onde era passageiro, precisa ser preterido porque outros morreram pela tragédia ocorrida em Belo Horizonte? A racionalidade deve privilegiar a igualdade de tratamento porque o sofrimento pela perda de uma vida independe da fama e da conta bancária da vítima? Ou o mundo sempre agirá desta maneira, gostem ou não os críticos? Portanto...
Sempre que acontece uma tragédia que resulta em morte, o termo usual é a “fatalidade”. Mas será que foi apenas isso que impôs o sofrimento aos atingidos pelas enchentes na Região Sudeste do Brasil? Historicamente as chuvas desta época sempre provocaram enchentes, deslizamentos de encostas e deixaram dezenas de desabrigados. Como justificar uma ocorrência anunciada, mas nunca combatida com medidas preventivas? As imagens mostradas pela mídia comprovam o desespero e a impotência dos prejudicados. O fato é ninguém assume a omissão.
A causa do acidente que matou Kobe Bryant está sendo investigada pela Agência Federal de Aviação dos EUA, pelo Conselho Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, na sigla em inglês) e pelo FBI. No histórico sobre a aeronave, um Sikorsky S-76B construído em 1991, não consta nenhum acidente, segundo a NTSB. O que chegou ao público, via mídia, foi que as condições climáticas e a nebulosidade estavam desfavoráveis para a realização de voos. À parte a confirmação da veracidade, pode-se considerar que houve uma fatalidade. Ou era o dia dele?
Mas quem não estava interessado nas tragédias por causa dos problemas pessoais, tipo Enem e suas trapalhadas, soube que o ministro da Educação, o que se auto-intitula como o melhor da área nos últimos 20 anos, resolveu informar pelo twitter que pediria ao presidente do INEP, o responsável pela realização do exame, nova análise de um dos casos. A postagem foi duramente criticada e o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), ex-aliado de Bolsonaro, pediu o afastamento do ministro Weintraub junto a PGR (Procuradoria Geral da República). Prato cheio?
Esgotados os assuntos polêmicos que despertam maiores atenções, a mídia volta os holofotes para o que acontece fora do torrão natal. Daí que soubemos que o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, um dos ídolos do Mito, expulsou os brasileiros ilegais da terra dele, com as mãos e os pés algemados, em avião fretado para isso. A decisão foi prontamente apoiada por Bolsonaro sob a alegação que é “direito” dos Estados Unidos deportarem os brasileiros que entraram ilegalmente no país. Mas será que precisava de tanta humilhação?
Diz-se que devemos ser otimistas por mais que a situação nos induza a outras opções. Quanto de esforço positivo a população deve dedicar acreditando que tudo vai melhorar? Como perceber que isso é possível com o comportamento do novo governo? Onde se percebe que as grosserias e ofensas são compensadas por medidas que certamente produzirão bons frutos em um futuro próximo? Provavelmente todos torcem para o país sair dessa, com ou sem o tratamento e o respeito que o presidente dedica aos servidores públicos e aos trabalhadores em geral. Mas...


J R Ichihara
28/01/2020

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: WZZW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.