A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Artigo
 
O ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS E A NOVA BNCC (BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR)
Por: SALETI HARTMANN


O Ensino Religioso nas escolas, tanto no Brasil como no mundo inteiro, sempre foi um assunto delicado, devido à variedade de Religiões existentes no Planeta, e, devido às muitas doutrinas que, em alguns pontos, divergem como o dia da noite, em muitas destas Religiões.

No Brasil, existe um extenso histórico envolvendo o Ensino Religioso nas escolas, cujos registros demonstram o vaivém deste Tema na Educação, ora acompanhando o processo político, ora se omitindo completamente nas salas de aula.

Nos últimos anos, o MEC lançou a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), assumindo uma posição mais neutra no sentido religioso, porém abrangendo um leque variado de Temas que devem ser desenvolvidos nas escolas, sempre respeitando as diferentes crenças e abordando suas formas de cultuar o Sagrado, promovendo, nas crianças e nos jovens, uma abertura maior para a tolerância e a aceitação das diferenças, com mais amor, sem tanto ódio ou agressões aos que não pensam e nem agem de maneira igual, em se tratando de Religião.

Dentre alguns Temas religiosos abordados em todas as escolas a partir deste ano, estão incluídos na nova BNCC - Base Nacional Comum Curricular - (distribuídos entre idades e Ano em que os jovens estudam): - A História das Religiões; A Ética nas diversas Crenças religiosas; Líderes Religiosos; Como a Vida e a Morte são experienciadas em cada Crença; As Diversas Crenças e os Direitos Humanos; Festas Religiosas, Livros Sagrados, enfim uma diversidade de Temas que procuram sempre transmitir Conhecimento e Tolerância para as novas gerações, para que não repitam os erros do passado recente, onde a discriminação pela Fé foi (e ainda é) motivo de perseguições e de exclusão social.

Numa pesquisa feita entre estudantes de uma escola local, após algumas aulas com os conteúdos orientados pela nova BNCC (Base Nacional Comum Curricular), muitos deles escreveram que não conheciam algumas das religiões abordadas, nem como vivem a crença e a Fé num Ser Supremo. Outros, desconheciam algumas festividades, ritos e História da própria Religião de suas famílias. A grande maioria dos estudantes – de 8º ao 9º Anos – jamais ouviram falar dos líderes religiosos, a não ser dos líderes da música e outros que aparecem constantemente na mídia. Mas, todos foram unânimes em dizer que gostaram de aprender sobre as diversas Crenças e suas manifestações de Fé.

Para muitas pessoas, exercer a tolerância e o respeito religioso é algo quase impossível, pois têm raízes profundas num chão onde a discriminação parece ser a única forma de encarar as diferenças também em questão de Fé.

Porém, as pessoas que sabem exercer a liberdade religiosa e procuram acolher de igual maneira todos os Seres Humanos, como Filhos e Filhas do mesmo Deus (seja qual for o Nome que Lhe dão), têm a clareza e o Conhecimento de que – de acordo com a Bíblia e outros Livros Sagrados -, “... são muitos os Caminhos que levam ao Pai. (Jesus)”.

Jamais esqueço que aprendi a Tolerância Religiosa com meu pai, quando ainda era criança. A primeira lição: nossos primeiros vizinhos, na cidade onde morávamos, eram de uma religião diferente da nossa. Meu pai tornou-se amigo da família, e aconselhou-nos a manter amizade com os filhos, que eram da mesma idade que a nossa, sempre orientando para não olharmos com discriminação pelo fato de que eles eram de “outra religião”. Assim, nossa convivência com esses amigos foi sempre de uma beleza e de um respeito muito grandes.

A segunda lição: meu pai sempre fazia relatos das suas experiências vividas na guerra. Uma delas, especialmente, me emociona até hoje. Quando chegaram em terras estrangeiras, onde se desenrolava o teatro bélico, (Itália), o Comandante do seu Grupo de soldados convidou-os a todos para fazerem uma oração junto à Gruta de Nossa Senhora de Lourdes. Os soldados eram de várias religiões diferentes, mas TODOS, sem distinção, uniram-se em oração, pedindo proteção durante as batalhas.

Portanto, creio que, no sentido religioso, a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), traz uma visão mais tranquila para que Religião e Educação unam-se em torno do mundo futuro, para que, com firmeza e com amor, se estabeleça um pouco mais de Paz e de Tolerância nos corações, isto significa mais Felicidade entre os Seres Humanos.

Saleti Hartmann
Professora de Ensino Religioso e Poetisa
Cândido Godói-RS

 Comente este texto



Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MNge (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.