A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Demétrio Pereira Sena
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
BRASILEIRO INDIGNADO
Por: Demétrio Pereira Sena


Demétrio Sena, Magé - RJ.

Quando era jovem, fui vendedor de livros. Tempo em que ainda podíamos entrar em edifícios e ir de apartamento em apartamento para oferecer um produto. Certa vez, uma linda mulher de uns trinta anos ou menos, depois de olhar demoradamente pelo visor me atendeu só com a peça íntima de baixo. Mandou entrar, ouviu minha demonstração, fez uma compra, serviu um suco e nos despedimos com um aperto de mão. Ela foi completamente respeitosa: nenhuma palavra ou gesto vulgar. Nenhuma insinuação.

Jamais comentei aquilo com os colegas na época. Primeiro, porque a ninguém interessava; segundo, porque todos questionariam, indignados, minha condição de homem; o que naquele tempo ainda me constrangeria. Certamente, achariam que a postura obrigatória como heterossexual teria sido eu "cair matando", quando em minha opinião, aquela mulher não "me deu bola". Só me deu a honra de uma confiança rara.

Ainda penso como naqueles anos. Creio na ética do consenso e no caráter da liberdade. Respeito, inacreditavelmente para muitos, o direito sobre o próprio corpo e a confiança extrema ou até imprudente que um ser humano adulto possa ter em outro. Em minha cabeça, uma pessoa só me deseja se disser isso como proposta ou resposta direta.

Ao ver a recente postura de um verme que desrespeita uma menina por causa do short ou do verme que ora preside o país e xinga mulheres de vagabundas, por serem opostas; faz insinuações sexuais públicas a uma jornalista; zomba da aparência e da idade de uma primeira dama estrangeira e debocha de um japonês simples pela suposta medida do seu pênis, constato que o Brasil regrediu cem anos em menos de dois.

Admirado por muita gente aética, maioria nominalmente cristã, o atual presidente reforça, empodera e atiça desde sua eleição, o preconceito racista; o boicote às religiões de matriz africana; a homofobia; a perseguição truculenta contra os artistas e professores que promovem o pensamento crítico; pobres que não aceitam suas rédeas... sobretudo, o machismo. Tudo isso tem feito vítimas em todo o território nacional.

Hoje nem vou falar das desgraças causadas por esse louco e sua equipe nos campos da Educação e das artes. Da ecologia e da ciência... Da geração de subempregos oficializados com todos os direitos ao empregador e apenas deveres ao empregado que, doravante, vira escravo de carteira assinada. Atenho-me agora, só aos abusos; aos atos de preconceito e machismo que, por si só, garantem a derrocada inequívoca de uma sociedade.

Meus pêsames e também o respeito aos brasileiros de quaisquer tribos, religiões, etnias, classes e gêneros que lutam contra tudo isso. Piedade aos que se sentem representados pelas sacanagens desse governo a quem exaltam como se fosse um deus, e sendo assim, tudo que diga e faça tivesse um grande propósito.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: BSGG (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.