A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
saudade dos abraços...
Por: Natalia

nossas vidas navegam silenciosas
pobre do remador, segue lento
olha o mundo ao redor
e um rio corre-lhe no pensamento
a alma treme, o homem morre
e remédio para o mal
ninguém discorre
arrisca-se a vida,
cala-se o medo que cresce no peito
e vem notícia que diz tudo
todo o dia acaba, triste e mudo!

a vida parada, a porta fechada
a tarde acabada.
fico-me com as vivências da memória
que o coração alimentam
e às vezes atormentam,
quando lembro minha história

ah, não está por aqui ninguém,
posso chorar à vontade, e porque não, rir também?!
de incerteza estou farta, quero esquecer
a realidade...o sol ainda não se pôs
e a vida sempre se recompôs
apesar das ameaças!
amanhã será outro dia

- aquele em que de novo me abraças.

natalia nuno

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: UQWD (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.