A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
Limpando as gavetas em tempos de quarentena
Por: Yé Gonçalves

Aproveitando o ensejo da quarentena, resolvi sair um pouco da rotina doméstica para fazer limpeza das gavetas do meu "criado-mudo", que já estavam superlotadas de papéis e de outros objetos.

Confesso que não é tarefa das mais fáceis. É preciso antes preparar o espírito para enfrentar a desorganização. Descartar tudo o que for desnecessário e organizar os essenciais.

Até aí, tudo bem. A tarefa ainda é fácil.

O grande problema é quando deparamos com o inesperado. É fundamental o controle emocional. Uma fotografia de um ente querido que há muito nos deixou; um bilhete amarelado pelo tempo que nos faz revirar a mente e voltar ao passado; um objeto que nos liga a alguém ou a algum lugar ou acontecimento; uma mensagem de outrora, sem importância, que agora nos impulsiona para cima.

Envolvido na referida limpeza, percebi que quanto mais descartamos o desnecessário mais aumenta o que descartar. É uma luta. Mas vale a pena. A gente até relembra velhas canções e acaba se encontrando em solfejos.

Encontrei algumas coisas que me fizeram sorrir e outras que me fizeram chorar. Deixei rolar as emoções. Revivi e me senti bem comigo mesmo.

Dentre os objetos encontrados, o que mais me chamou a atenção foi um "monóculo", contendo o meu retrato de quando criança, com mais ou menos cinco anos de idade.

Olhando para aquele retrato e para o espelho, comparei o antes e o depois. Lágrimas e risos rolaram. Passei a dançar e a cantar.

E as gavetas abertas ficaram esperando pelo meu retorno.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KYOg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.