A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Zélia Mendonça Chamusca
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poema
 
Viram passar a Solidariedade?
Por: Zélia Mendonça Chamusca

Procuro-te Solidariedade,
por aqui e por ali, por todo o lado,
escondeste-te na bruma do Templo,
beleza de alma, santidade …

Não entendo, porque tão difícil de encontrar…
Jóia rara, em cofre guardada,
em ara sagrada…

Procuro-te Solidariedade!
Ouço a tua voz ao longe…
E, grande é a minha ansiedade…

Ouvi dizer que agora chegaste
e procurei-te, procurei-te…
Por onde passaste?

Estavas a demorar,
mas, pensei que estarias a chegar
e esperei, esperei…

Foi grande a desilusão.
Tantas ruas percorridas
sob as folhas secas que caíam no chão
enquanto a dor forte sentida
no meu saudoso coração
que ia sangrando, sofrida,
enquanto te buscava…

Não te vi…
Desisti,
porque era forte a dor que eu senti
por ti.

Andas longe, muito longe…
Perdida no tempo…
No Templo?

Saudade,
Destruíram o Templo…
Mas, continuo a ouvir a tua voz…

Quem és tu?
Onde estás
Solidariedade?

Eu, sou a Saudade…
«»
Zélia Chamusca

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: XYWc (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.