A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Conto
 
Minha orquídea
Por: Ângela Farias

Passava num lugarejo tranquilo quando olhei atenta um vendedor de orquídeas, sem medir esforços, solicitei a Livinha, minha sobrinha, que parasse o veículo. Saltei, fui ao encontro do vendedor, perguntei o valor da flor e ele falou: "È baratinha senhora, se quiser visitar o nosso orquidário, fica logo alí em frente". Agradeci, paguei o valor exato e peguei um vaso com uma orquídea roxa, linda!.
Ao chegar em casa, coloquei o vasinho na mesinha da varanda, ficou lindo, parecia que faltava alguma coisa para dar vida ao local.
Os dias passaram, alguns meses também, sempre que chegava à varanda olhava aquela flor linda que infelizmente com o tempo, foi perdendo o seu encanto. Regava, conversava com ela e pedia que não morresse. cada dia, era mais um dia em que eu a olhava com carinho.
Passaram meses ela continuava viva, mais sem muito brilho, o meu pedido continuava presente, continua viva!.
Um dia, pensei: - Vou colocar uma orquídea artificial no vaso, porque dará a impressão que é de fato, uma orquídea natural, assim o fiz. Ficou até vistosa, não era igual a beleza da natural. Neste tempo, molhava o que ficou, na esperança de ver brotar de novo, a orquídea que deu vida a minha varanda.
Sem me importar mais com o tempo, não deixei, é claro, de fazer meus pedidos a Deus, ao sol, a lua e ao vento, que mantivessem pelo menos vivo, o caule da orquídea. Eles me ouviram, que maravilha!.
Um belo dia, para minha surpresa, vi que um dos galhinhos da minha orquídea, estava verdinho, diferente dos demais, que felicidade, que alegria tive, ao ver que algo estava mudando naquele pequenino vaso de flor.
A minha sensação era de vitória, poxa, que coisa linda é ver brotar a vida! de verdade, fiquei muito emocionada.
Os dias passavam e eu observava diariamente, o desenrolar da minha orquídea. Em algum momento pude ver que não só um galho crescia, agora alguns botões se formavam como uma vida que dentro de uma bolsa, toma forma. Cada dia eu sentia satisfação, felicidade e muita emoção. Numa manhã, uma bela e agradável surpresa, a flor estava aberta!, ai meu Deus! que felicidade a minha, nem sei descrever, foi divino.
Dai por diante, a flor só brotava, ficava linda, viçosa e muito encantadora. Mais ela , que ouvindo o meus pedidos aos céus, deve ter dito para seus filhotes, vamos brotar tudo que pudermos, vamos fazer uma revolução neste vaso, vamos deixar a dona Ângela feliz com mais uma chegada nossa. Risos, muitos risos neste momento.
De verdade, a minha orquídea está cada dia mais linda, brotam botões, abrem-se flores e o vasinho ficou até pequeno para os belos galhos que brotam. A cada dia eu olho, agradeço a natureza por esta bondade e me questiono: Como conseguem jogar fora algo que pode reflorecer mesmo que seja necessário algum tempo para isto?. Depois deste agradável acontecimento, estou mais consciente de que a vida se renova a cada segundo, basta porém, que olhemos para ela, com olhos de amor, de luz de paz e de muita paciência e tolerância.
Minha orquídea é muito mais do que uma simples flor que embeleza um jarro, minha orquídea é sem dúvida, uma renovação de valores que me fizeram acreditar que um galho seco pode reviver, a partir de cuidados especiais.
Que assim seja!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: fASg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.