A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Conto
 
Carta para ninguém
Por: Morena

Quisera saber porque penso tanto em você. O tenho banido amiúde das minhas lembranças, mas a saudade, essa manipuladora, te encontra por aí caminhando com as mãos enterradas nos bolsos, e tudo recomeça. Penso que tanto recordar talvez seja porque pensas sempre em mim. Ou porque jamais pensas. E para não perder a poesia da vida às vezes te acolho nos meus pensamentos com carinho que não mereces. Outras vezes te mando pro inferno. Sentindo essa saudade incrivelmente eterna, sinto-me tão inadequada para o amor, tão frágil, tão imerecedora de amar e ser amada. Não possuo argumentos sérios que justifiquem porque meus pensamentos te colocam aqui, exatamente nos meus sonhos tolos, hipnotizando-me, impedimendo-me de amar quem me ama. Incrível toda essa mixórdia cerebral contigo comigo nos meus melhores e piores pensamentos. Nada disso cabe na redação da minha vida presente se és passado nebuloso, se és lembrança morta, se és tudo o que eu não quero. Toda essa sentimentalidade hei de banir do pouco futuro que me resta. Tudo são sentimentos só meus, lembranças minhas para mais ninguém. Mas sabe, se me perguntassem a quem mais eu teria amado como te amei eu diria, ninguém. Sabe por quê? Porque no mundo nunca ninguém seria você.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aKeZ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.