A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
INFINITO CÓSMICO DOS ABSURDOS
Por: Vilma Oliveira



Num relampejar e de olhos bem fechados...
vi o crepúsculo nesse teu doce olhar que parte
que me reparte dias e noites como esses fados
que me enfeitiçam a alma e deseja amar-te...!!

Se bem mais distante te vejo, mas de mim se afasta,
mais de mim me apercebo qual flores de um deserto
calmaria e foz desencantada mais de mim se arrasta
qual mistério duma cascata a jorrar um jato incerto...

Nada pior que do que ser sozinha e não amar...
Amo-te! Mesmo que a distância nos tenha negado,
Sermos apenas um neste mundo cego e surdo...!

Temos o tempo que for preciso para conquistar...
Cinzas e poeiras, ventos, sopros esvaziados...
O melhor de nós – no infinito cósmico dos absurdos!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: SNPW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.