A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
SONETO DA DOCE ESPERA
Por: Vilma Oliveira



Amo-te! Com a doçura das mais raras paixões que tive...
e este mundo tirou-me sem nenhuma piedade à vista
levou-me toda a sorte, mas em mim ficou, ainda vive,
presa a mim esse sentimento, embora, em vão insista...

de vez em quando rodopiar qual garça num voo altaneiro
indo de encontro as nuvens que o céu cobre de espanto
vamos entrelaçar nossas mãos, tu que és gentil cavalheiro!
Tu que vens de longe, muito longe, não sabes o quanto...!

Estou te esperando a sombra daquela árvore antiga...
onde o tempo guardou suas folhas adormecidas...
lá onde os frutos dão durante o ano inteiro...

No mesmo lugar onde fizemos juras de amor, cantiga,
num suspiro leve nossas bocas foram ungidas...
Num abraço quase louco nosso corpo num braseiro...!!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: BeaZ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.