A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Sonetos
 
CONFISSÃO
Por: Nelson de Medeiros





Por que teimas em negar-me teu amor?
Perguntou o poeta a sua musa;
É dele eu bem sei a causa desta dor
Que, sem razão a tu!alma recusa!

-Reconheço – disse ela confusa,
Mas, confessá-lo me proíbe o pudor,
E te quero sem pecha de pecador...
Por isso de tudo fiquei reclusa!

-Mas, dize tu poeta quem te contou?
Serás mago, vidente ou coisa assim?
Nigromonte que a alma pode sondar?

-Não! E deste amor, o vate retrucou,
Ninguém me disse ou magia agiu em mim,
Tudo eu vi na confissão do teu olhar!

Nelson De Medeiros

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KJEf (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.