A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
A Pátria
Por: Ivone Boechat



A Pátria não é o imenso território, nem o ofertório de flores que a Natureza deposita, diariamente, aos pés do Senhor; não são os rios escandalosamente grandes e lindos que saem por aí dando show de beleza e esplendor; nem tampouco montanhas e vales nada tímidos que se escancaram de amor e se declaram publicamente, sem pudor!
A Pátria tem o suave perfume do auriverde pendão da minha Terra, estandarte, cantado em prosa e verso, abençoado, consagrado
e beijado por milhões de brasileiros.
Minha Pátria parece uma menina sem juízo: cresceu, apareceu, brilhou e se esqueceu de se comportar com civismo e se vestir dignamente com a grandeza da potência dos primeiros mundos.
A Pátria sai, às vezes, de sapato nada alto, enrolada num manto bordado de democracia, gritando feito louca, sacudindo os chocalhos da dominação.
Com essa cara de viciada em berço esplendido, a menina-Pátria sabe plantar, colher e comer sozinha, já é adulta, contudo, não perdeu ainda a mania de ganhar comida na boca.

Ivone Boechat

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: RRcU (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.