A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Os defensores dos intocáveis
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Como defender quem não tem representatividade?


A proposta do superministro Paulo Guedes, o Posto Ipiranga do Mito, para a Reforma Administrativa, a tábua de salvação para o equilíbrio das contas públicas, deixou intocáveis os parlamentares, os magistrados e os militares de alta patente. Graças que num batalhão de “parasitas” alguns escapam por causa do desempenho, patriotismo e dedicação incansável pelo bem-estar do país. Como duvidar que agora voltaremos aos trilhos do desenvolvimento, da fartura de emprego, do fim da corrupção e do toma lá, dá cá? Acima desses privilegiados só Deus!
Para o cidadão comum, o coitado que não pode contar com qualquer socorro no caso de uma infelicidade pessoal, tais medidas continuam priorizando o atendimento às necessidades dos que menos precisam – quem mandou não se esforçar? O fato é que a aliança entre a equipe do governo federal, os grandes empresários e as megaempresas não podem ficar sem uma atenção especial. Afinal, são eles que, com suas generosidades, dão empregos aos vagabundos que só querem roubá-los, segundo declarações do nosso presidente da República. Quem deve se curvar?
O caminho da prosperidade só virá através das medidas corretas que este governo está implementando. Como dizia o Mito quando candidato: emprego sem direitos é melhor que direitos sem emprego. Daí o Posto Ipiranga convencer a população que a nova forma de contrato de trabalho, com a carteira verde-amarela, vai comprovar que a Economia também depende do esforço dos trabalhadores. Como duvidar de alguém que é bem-sucedido no mercado financeiro? Se ele disse, não tem por que duvidar do sucesso nacional e internacional deste país. Ou tem?
Quem ainda desconhece as economias que as medidas propostas pelo ministro Paulo Guedes vão gerar no futuro? O problema é como a maioria vai sobreviver por causa dos cortes nas áreas essenciais dos serviços públicos. Mais temeroso ainda é a intenção dele congelar por dois anos os salários dos aposentados e pensionistas. Se os preços também congelassem por igual período... quem não entenderia que esta medida é coerente diante da situação? Motivos para desconfiar de proteção à população já foi mostrada pelo Mito, que disse não interferir nos preços.
Mas a manutenção dos privilégios de alguns servidores públicos encontra defensores entre os formadores de opinião, via mídia. Das condições que os militares são obrigados a exercer suas atividades, à enorme responsabilidade que juízes, procuradores e parlamentares têm em suas mãos perante a sociedade. Não é para sugerir até um aumento para eles? Nessas horas a contradição sobre o tratamento comparativo com a iniciativa privada soa contraditório. Alguém é obrigado a trabalhar onde não gosta? Quais penalidades eles sofrem quando erram? Então...
Infelizmente o trabalhador da casa inferior sempre será o sacrificado, independentemente de atuar na iniciativa púbica ou no setor privado. Quantos executivos brasileiros são demitidos por má gestão nas empresas ou nos momentos de crise? O costumeiro é a demissão em massa da peãozada, seja ou não um bom funcionário, não importando o tempo de casa. A prioridade é salvar as empresas, ficando os empregos e os empregados relegados ao papel de um simples recurso na atividade produtiva. Com o enfraquecimento dos Sindicatos, a vulnerabilidade aumentou.
Talvez a única esperança que mantém a fé do brasileiro desprotegido é que Deus está acima de tudo isso que vivemos no país. As denúncias que alguns padres desviaram verbas, evangélicos usam a Igreja para lavagem de dinheiro e as Instituições trabalham para blindar os denunciados deste governo podem ser facilmente desqualificadas com uma simples declaração do presidente Messias. Só que enquanto a Providência Divina não derrama suas bênçãos sobre os que sempre pagam a conta, os intocáveis festejam porque o milagre só acontece para poucos.


J R Ichihara
15/09/2020

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: RETf (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.