A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Estranho divisor de águas
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Cada um vê o mundo de forma diferente?


Diz-se que toda mudança causa muita controvérsia, discussões acaloradas e até algumas rejeições pelos interessados em manter poder e privilégios debaixo de suas asas. Por isso a onda de manifestações sobre tudo que está acontecendo no nosso país. Afinal, se nada for feito atualmente o futuro certamente será muito pior, segundo os especialistas, porque os dados estatísticos mostram tendências preocupantes. Fora os que se baseiam em algo concreto, ainda têm os palpiteiros e donos de bolas de cristal com seus poderes extrassensoriais. O que fazer?
Como ninguém é dono da verdade, muito menos foi agraciado de prever uma situação que só existe na imaginação das pessoas, ganham credibilidade os que conseguem convencer a maioria da população. Nessas horas vale tudo! Reforçar a fé e a crença religiosa, desqualificar quem pensa e age diferente, sustentar suas previsões adequando ocorrências provocadas por fenômenos naturais à determinado texto do livro adotado por sua religião... ressuscitar e fortalecer o indispensável sentimento de defensor do seu país. Muitos líderes usam a abusam disso.
Quem resolveu mudar a forma de gestão no Brasil sem citar o combate à corrupção estava simplesmente desconectado da realidade. Como permitir que algo tão indesejado seguia espalhando seus tentáculos por toda Administração Pública? Estava mais que na hora de dar um basta nisso – na verdade passou da hora. Nunca o brasileiro acreditou e lutou tanto por uma mudança que nos levaria à realização do sonho de consumo. Um país livre de corruptos, com os recursos corretamente aplicados para atender os interesses da população. Era a voz do povo!
Mas será que o sonho pode virar um pesadelo? Que o poder tem zero de compromisso com a verdade? Se as manobras feitas pelo atual governo não significam uma clara blindagem sobre investigações que buscam a tal verdade... Por que dificultar a ação da Justiça? Onde perdemos a certeza de que a Lei é para todos? Talvez a estratégia de apontar deslizes nas gestões anteriores satisfaça apenas os apoiadores ferrenhos, mas os esclarecimentos da atualidade precisam ser feitos. Justificar a situação atual com novas denúncias sobre o passado não resolve.
O fato é que uma explicação para todo questionamento usando os erros dos antecessores pouco beneficia na construção do mundo prometido pelo atual gestor do país. Não foi para colocar tudo em ordem que ele foi eleito? Pelo que os críticos apontam, a ideia de desfazer tudo que foi feito assumiu a forma da simples troca de nome nos principais programas sociais. Quanta diferença o beneficiado vê entre o famigerado Bolsa Família e o providencial Renda Brasil? Por que o assistencialismo populista virou algo que merece apoio e respeito agora? Haja mudança!
Todo fanatismo é perigoso sob qualquer análise consciente que se queira fazer. Os seus adeptos e simpatizantes desprezam qualquer alternativa para uma forma de vida que não esteja de acordo com as suas crenças e valores cultuados. Se consideram o exemplo de ética e moral, além da superioridade intelectual e preferência política. Acreditam que são os verdadeiros agentes
das mudanças necessárias para a chegada de dias melhores para todos. A História é recheada de mortais que se consideravam divindades e ditavam aos demais o que era certo ou errado.
Estranhamente os fãs incondicionais só veem mudanças radicais benéficas neste governo. Como a verdade não pode ser confirmada apenas porque alguém tem fé e acredita em uma narrativa, as declarações do presidente Mito são inquestionáveis, mesmo que possam ser desmentidas mediante uma simples consulta aos bancos de dados oficiais nacionais ou internacionais. Entretanto, o questionável divisor de águas na gestão do país, sob o comando do presidente Mito, move uma multidão de fervorosos sem mostrar a solução de um único problema.


J R Ichihara
27/09/2020

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: OLRE (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.