A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Coronavirus
 
A CONTRIBUIÇÃO DE CADA UM
Por: Afonso e Silva


Com assiduidade perto de ótima, eu fazia caminhada nas calçadas da rua que liga o bairro que moro, ao primeiro bairro antes de chegar ao centro da cidade. O que divide é a via férrea. Na praça desse bairro existe uma academia pública a céu aberto na praça da ferrovia, onde pessoas residentes em vários bairros se reúnem diariamente. Cada um faz exercício utilizando o aparelho que lhe convém. Só não é permitido se apoderar de um aparelho e nele permanecer. Tem que haver revezamento para que todos tenham oportunidade. Esse é um acordo tácito.

Em março desse ano recebemos da elite brasileira esse presentão que já matou milhares de irmãos e irmãs, principalmente pobres e negros. Continuei a caminhar. Não negligenciei do cuidado com a minha saúde, mas passei a usar máscara e andar sempre distante de outro pedestre, também mudei a rota. Passei a caminhar numa estrada de chão, numa localidade quase erma. A regularidade é que não tem sido a mesma, mas quando não vou, faço minha caminhada matinal em casa mesmo. Ainda que o espaço seja pequeno faço exercícios respiratórios, tomo sol e ando durante uma hora.

Hoje foi um dia diferente, fui à estrada de chão e fiquei a andar num vai-e-vem, totalmente descontraído e absorto numa questão que me veio do nada que resolvi registrar. Já se passavam uns quarenta minutos. Estava nas minhas últimas voltas e num instante resolvi olhar para o chão e quase caí. Ao colocar o pé esquerdo para apoiar, instintivamente a perna voltou e perdi o equilíbrio. Andei um bom pedaço catando cavaco até me escorar num mourão de cerca. Com isso consegui evitar pisar numa fileira de formigas que atravessavam a rua carregando folhas.

Na verdade nada demais aconteceu com as formigas, pois evitei pisar sobre elas, mas comigo sim. Não caí e nem me machuquei, mas comecei a pensar sobre a contribuição de cada uma das criações de Deus aqui nesse planeta. Comecei pelas formigas, depois passei para os pássaros, minhocas, abelhas, peixes, animais, sol, lua, água, minerais, vegetais, e, em cada um que me vinha à mente identificava alguma contribuição sua para a vida, de outros e pela natureza, mas sem agredi-la. Então, passei a pensar sobre as contribuições humanas e, sinceramente...

Já estava a concluir a atividade quando mirei à frente e vi, ao longe, quatro pássaros do tamanho mais ou menos de um palmo, de plumagem linda, um tom meio-amarelado com pintas meio-verde ou cinza, não distingui ao certo, e cabeça vermelha. Uma imagem esplêndida. Parei e fiquei a admirar aquela cena. Passados alguns minutos, lentamente comecei a andar para ver de mais perto e pude identificar que eles estavam, justamente, sobre as marcas que as formigas fizeram no chão trafegando com as folhas. Faziam, naquele momento, a refeição da manhã. Sentei e fiquei um tempo razoável e só saí depois de eles comerem o necessário. Comeram o que quiseram e, num só momento, alçaram vôo alegres e satisfeitos. Pena que estava sem celular para gravar a cena, mas ficou na memória.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: DePW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.