A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
CHUVA
Por: Jorge Luis Paiva

CHUVA

Pingos que caem no vazio da noite
Trazem a lembrança do amor
Forma-se uma orquestra sutil
Com sons infindos de solidão
Cada gota caída
Relembra um momento passado
Cada som ouvido, uma dor

O amor guardado
Ainda machucado
O desejo de estar junto.
Na memória
Lembranças da eternidade sonhada
A união de corpos sem pudor
Vem à tona no coração insaciado

O som dessa chuva
As gotas que descem
São momentos vívidos
Tão convividos e inesquecíveis
Tão descontraídos e felizes
Que fazem das dores guardadas
Apenas tempos padecidos.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KXae (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.