A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
VIDA VADIA
Por: OdionMonte

Minha vida é vazia, vadia e fria
Como o Mogi pulei de árvore em arvore
Quebrei galhos verdes e secos
Na cartilha do abc aprendi amar e ser amado
Odiar e ser odiado, mas não sou derrotado
Entre flores vermelhas, negras e brancas
Os espinhos das ramas sempre me furaram a pele
Sangraram-me o coração, vivo não sei morto ainda não
Ajoelhei-me e pés até beijei, chutes nunca dei
Assisti cometas que atravessam o céu estelar
Sentei-me a beira mar olhando as ondas desertas
Na imensidão do azul se quebrando até acabar
Desertos e florestas também adentrei
Só me perdi nunca me encontrei, sempre errei
Erros que me fizeram crescer e aprender
O que ainda me sobra vou vadiar, depois amar...

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: YafY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.