A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Haroldo Pereira Barboza
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Subjugação - parte 10 - final
Por: Haroldo Pereira Barboza

SUBJUGAÇÃO - parte 10 - provável futuro

Pelo cenário instável em torno do planeta, os pagadores de impostos (sustentadores de mordomias) diariamente acordam na expectativa de alguma nova medida governamental (via D.O.) que suprime alguma conquista passada, de tal forma que o “estado” aumente o montante usado em prol da casta poderosa que assumiu o controle de nossas vidas.
Nos países menos “emburrecidos”, ocorre alguma resistência coletiva natural organizada e as medidas mais impactantes são adiadas ou amenizadas.
Nas regiões onde a miséria (estomacal e mental) vem se alastrando gradativamente em troca de “atrativos” efêmeros, as normas editadas por legisladores corruptos e aceitas por executivos e juristas devidamente “oprimidos”, evoluem com a tarifação desregrada que envolve toda a cadeia produtiva (produtos e serviços). Fora a “bi-tributação” a que somos sujeitos para termos um mínimo de paz.
Desta forma, qualquer investidor honesto perde o ímpeto para criar oportunidades de trabalho que nos levariam à condição de competirmos de forma justa em todos os mercados.
Estamos mergulhando no pântano da miséria total (via síndrome do sapo fervido) com um semblante de resignação hipnótica (subliminar).
Não temos (ou a acomodação impede) capacidade de prever o tipo de futuro que estamos deixando para nossos herdeiros.

Não dá para enxergar luz no fim do túnel.

Ele já desabou.

A seguir: SUBJUGAÇÃO - parte 11 - confirmação (2031)

HPB - abril/2021 - RJ

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: eHYY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.