A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
CARTA AOS QUE RENASCERAM PARA ALÉM DO HORIZONTE
Por: Valdir Sodré



CARTA AOS QUE RENASCERAM PARA ALÉM DO HORIZONTE
Valdir Sodré

Dedicada à Roberto Santana e à Sérgio Ferry



Dirijo-me a todos aqueles que passaram pela provação da peste perniciosa da Covid-19, os quais foram vitimados pela forma mais severa da doença e conseguiram renascer das cinzas, sem esquecer daqueles que se foram e não suportaram a força invisível e feroz dessa maléfica pandemia.

Como afirmara Nietzsche, “um homem precisa se queimar em suas próprias chamas para poder renascer das cinzas”.

Na Bíblia Sagrada, especificamente no livro de Eclesiastes, no capítulo 3, versículos 1 e 2 proclama:

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou.

Todo dia é dia de aprender: sábias palavras de Paulo Freire. Para cada um que renasceu para além do horizonte existe uma lição grandiosa a partir de um ato humano de profundo modo peculiar de força transformadora de aprendizagem significativa. Para vocês, sobreviventes desse mal, necessariamente devem transformar tal aprendizagem em testemunho.

Não há como negar que vocês devem buscar uma intimidade com Deus. E o testemunho consequente deve ser a forma mais construtiva e pedagógica de expressão enfática de que viver vale a pena. A força de viver é sempre maior que o desejo desencorajador de morrer. Da mesma forma, há de ressaltar que sempre o inconsciente é mais forte que o consciente.

Nesse sentido podemos refletir que é exatamente no inconsciente que mora a psique, a alma, que é por sua vez a morada da crença, da fé e da esperança, que impulsionam a força do milagre, que se traduz na vitória de Deus em suas vidas.

O psicólogo Viktor Frankl, o criador da logoterapia, é um sobrevivente dos campos de concentração nazistas e que proclama enfaticamente que toda e qualquer vida, seja aquela pior que existe, sempre tem um sentido. O que resta a vocês, sobreviventes dos campos de concentração hospitalares, é traduzir pedagogica e reflexivamente o sentido real de suas vidas renascidas. Comprometam-se com toda verdade residente na resiliência como a forma mais poderosa do testemunho da realidade viva do sentido de suas vidas. Renascer das cinzas é a expressão mais óbvia do que representa a vitória divina e milagrosa de suas vidas. Sem sombras de dúvida, vocês têm o dever de agradecer ininterruptamente, como se fosse a súplica de um mantra, para que inteligivelmente possam pôr em ação na reflexão o testemunho aos nossos pares a insustentável leveza do sentido mais profundo de suas vidas.

Tudo aquilo que não pode ser compreendido, que é inacessível à razão humana, que é uma realidade oculta, é o mistério. É exatamente nesse mundo da verdade revelada incompreensível à razão humana que se consolida o mistério da ação divina do renascimento resiliente das suas presenças entre nós. O melhor presente que podemos dar a alguém é estar presente.

Ademais, para não concluir, debruço-me na sutileza sábia de Mário Quintana, em Esconderijos do Tempo:

Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

Parafraseando o diálogo histórico de Einstein aos 12 anos com o professor ao ser questionado sobre a existência de Deus e que Ele teria criado o mal, coaduna-se ao poema de Quintana, tornando-o mais compreensível diante do mistério, quando afirmara que o frio não existe. Na verdade, o frio é a ausência de calor. A escuridão também não existe. Na verdade, escuridão é a forma que foi criada pelo ser humano para expressar a ausência de luz. O mal não existe. É como a escuridão e o frio. Deus não criou o mal. O mal é o resultado do que acontece quando o ser humano não tem o amor de Deus presente em seu coração.

Por fim, essa é a forma que foi criada por mim para expressar o que representa a presença viva de vocês ao renascerem para além do horizonte, pois ao me sustentar nas certezas de que a lua e o Sol jamais se casarão, assim como o céu e o mar fingem se encontrar nos limites da visão, essas se tornam meu porto e meu pouso, que se alimentam dos pares de seus olhos e de suas mãos o instante da oportunidade desse encontro milagroso, inefável, amoroso e sobretudo transformador.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: YPHS (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.