A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
RÉQUIEM A UMA ESTRANHA
Por: Milton Menezes

ela era linda e, tanto como, atraente
sua roupa era costurada de emendas
e seu olhar refletia magia de lendas
ela era pobre mas tinha ar decente

amigos não tinha e menos parente
evitava pessoas e evitava agendas
para o sustento aceitava oferendas
sua tez pálida se via transparente

numa noite cálida a senti ausente
e sua silhueta diluída se esmaeceu
assim alçada pelo éter lentamente

anos passaram, o calendário correu,
hoje li num velho jornal o incidente
da mulher que mendigando faleceu


 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: XUUF (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.