A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Por que acreditar no sonho e manter a esperança?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Desafiando o improvável, o impossível e o inexequível

A História mostra que muita evolução só aconteceu porque alguém acreditou numa realização considerada impossível. Os fatos estão aí para comprovar que o sonho e a esperança são decisivos na maioria dos avanços científicos e tecnológicos que usufruímos. Quantos considerados loucos e fora da realidade provaram que estavam certos nas suas convicções? Os registros mostram que nem tudo que pode ser questionado e exige um embasamento criterioso deve ser descartado por falta de provas. As variáveis e o tempo também influenciam no resultado.
Como avaliar o que o cientista italiano Galileu Galilei enfrentou quando declarou que a Terra girava em torno do sol, contrariando a teoria Geocêntrica da época? Dá para imaginar as dificuldades de alguém propondo os benefícios da eletricidade quando não havia o conhecimento da sua utilização? Ou dos medicamentos e das intervenções cirúrgicas para evitar centenas de mortes? Como obter a aceitação de novas formas de transporte, produção de alimentos e outros utensílios do dia a dia, comuns atualmente, nos períodos iniciais dessas transformações?
Uma simples volta ao passado recente ajudaria os resistentes às mudanças inevitáveis a entenderem que nada é para sempre, que o sonho e a esperança impulsionam a humanidade na busca de melhores condições de vida. Portanto, sempre haverá necessidade de pessoas que idealizam outras formas de ver as coisas, sonham com um mundo melhor para todos e mantêm a esperança como força motriz para as suas realizações. Acreditam que o improvável e o impossível podem ser alcançados, desde que encontrem o caminho certo para isso. Por que não tentar?
Mas fora das invenções que só dependem de tecnologia há uma questão social mal resolvida que se arrasta ao longo do tempo. Fome, miséria, condições de moradia desumana... total falta de esperança no mínimo necessário. Claro que uma análise consciente pode comprovar que houve uma melhora no mundo, mas se considerarmos que a geração de riqueza se multiplicou significativamente, a pobreza deveria ter diminuído na mesma proporção. Então por que entra ano e sai ano e pouco acontece no sonho e na esperança de alguns? Por qual Ciência se resolve isso?
Qual sensação atinge um ser humano, que tem suas necessidades básicas atendidas, quando vê cenas em que muitos reviram lixo para conseguir suas refeições? Será que alguém é tão desprezível ao ponto de alimentar um sonho tão humilhante? Ou o desequilíbrio econômico e social é a prova que nem sempre a elogiada geração de riqueza beneficia a todos? A realidade é que poucos gestores públicos sonham e mantêm a esperança de amenizar esta situação que existe nos quatro cantos do planeta. Daí que o PIB exuberante pouco significa para alguns.
Provavelmente a adesão às religiões se fortalece por causa do argumento que elas têm a fraternidade e a solidariedade como pilares de sustentação da fé e da crença na espécie humana. Mas será que a voracidade de alguns pastores por bens materiais não mostra outra face dos templos que se multiplicam assustadoramente mundo afora? O que se vê são montanhas de dinheiro movidas pela fé dos fiéis. Quanto a esperança de uma sociedade menos desigual... somente os que acreditam incondicionalmente no caminho que escolheram a mantêm em alta.
Infelizmente a polarização tomou conta do nosso convívio em sociedade. Você é obrigado a escolher uma ideologia e se defender com unhas e dentes dos ataques dos que optaram por outra forma de ver o mundo. Não tem como admitir que o seu lado está errado, ou que o outro lado está certo. Tipo a radicalização “preto no branco” e “oito ou oitenta”. Nem mesmo uma tênue linha dividindo as partes é aceita, aquela onde algumas situações se enquadram e satisfazem ambas as correntes de pensamento. Isso não poderia motivar um sonho ou uma esperança?
Sabe-se que a política é decisiva no dia a dia da vida em qualquer país do globo terrestre. Quando a religião resolve influenciar neste processo, a complexidade aumenta porque muitos a colocam acima das leis e da laicidade. Por que um ministro do STF inicia a sua cerimônia de posse com um culto religioso? O que isso sinaliza para o restante da sociedade, incluindo os que não seguem nenhuma religião? Aos que não se lembram, foi exatamente a Igreja que obrigou o Galileu a negar que a sua teoria estava certa, muito embora hoje sabe-se qual é a verdade. Então...

J R Ichihara
27/12/2021

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: HYSN (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.