A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Zélia Mendonça Chamusca
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
Eu sou aquela que se revela
Por: Zélia Mendonça Chamusca



Eu sou aquela que se revela
Em que não há maldade
Há amor paz solidariedade
*
Sou aquela que despeja a sacola
para voltar a encher de esmola
aos pobres necessitados
*
Sou aquela que se aproxima de todos
de toda e qualquer diferença
Brancos, negros, castanhos, amarelos
Senhores, doutores, pedreiros
carpinteiros, todos únicos
e iguais na multiplicidade
da beleza da diversidade
da natureza - Criação Suprema
*
Sou aquela que poucos conhecem
Não vêm o bem que lhes faço
Não reconhecem
Pensam que não estou bem
Não vêm assim ninguém
*
Sou aquela que procura
a paz e a solidariedade
o amor fraternidade
que não encontra nesta sociedade
*
Eu sou aquela que não queria
ver no mundo tanto mal
E é tão fácil afinal
encontrarmos dentro de nós
- Amor
Mas o egoísmo não quer
e o hedonismo não deixa ver…
*
Zélia Chamusca
Abril de 2022

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: gCaV (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.