A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

José Arthur de Oliveira
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
LARES DESFEITOS - UMA CONFISSÃO
Por: José Arthur de Oliveira

A IDADE DO IDIOTA.


Revejo com saudade imagens de amigos que se foram, não são poucos.
Estávamos sempre juntos, na praça de esportes, no jardim do footing, nas horas-dançantes familiares, rindo e caçoando uns com os outros.
Éramos simples, alegres e felizes.

Hoje posso avaliar sem condescendência os erros que se comete na juventude e com algum arrependimento, as razões que nos levam a um destino sem qualquer glória ou louvor.
Ao contrário, se dispomos de tempo usamo-lo como se usava o cilício nos conventos e mosteiros da idade média.

Falando em pecado, eis aquele que tem predominância na mente humana: o sexo, quando em desequilíbrio.
O homem passa grande parte de sua vida buscando uma dessas três satisfações, ou as três: O poder, o dinheiro e a (in)satisfação sexual.

E são estes os pontos cardeais que direcionam nossa imaginação e nossa vontade.
Alguém disse certa vez que estes são "os cavaleiros do Apocalipse dos tempos modernos".

Quando formamos nossa família encontramos uma realidade que, curiosamente, não devia nos surpreender pois viemos de uma igual, e temos conhecido várias outras.

A partir de então, embora tentemos aparentar total controle da situação, estamos na verdade um tanto perdidos.
Não raras vezes depois de algum tempo, nos defrontamos com a depressão. Esta, provém do conflito entre a consciência do dever e a fraqueza da vontade.

O casamento não era o que imaginávamos.
Não falo da pessoa com quem casamos, mas da vida em si, de sua rotina, seus deveres e obrigações.

Isto porque a média de idade do homem, quando se casa, está entre vinte e trinta anos e aqui está o problema; ele ainda se encontra na "idade do idiota".

Sempre comento com os amigos sobre a tal “idade do idiota”.
É aquela em que ainda nos falta o dinheiro, o juízo e a maturidade, mas que, tolamente, julgamos possuir com sobras. E ainda nos atrevemos a dar conselhos aos outros.

Geralmente os erros que cometemos nessa fase da vida são de difícil reparação e costumam marcar nossa personalidade e nosso futuro.

Com frequência estaremos entediados e iludidos buscando alguém que nos ofereça o ombro de amigo... ou “amiga”.
Quando a consciência pesa, dizem-nos que isso é comum entre os homens casados, daí, muitas vezes buscamos consolo no álcool - a terapia infeliz para amortecer o sentimento de culpa.

O homem que trai a mulher e ainda cultiva o hábito da bebida, mesmo que isso não seja frequente, está a um passo de arruinar sua vida e o seu lar.
Isto ocorre porque A CONSCIÊNCIA CULPADA É FRÁGIL e cede mais facilmente ao apelo das paixões, que deprimem a razão e aviltam o sentimento.

E de repente, em vez de um jovem "na idade do idiota" temos um homem grosseiro e viciado.

Seu lar deixou de ser o abrigo e refúgio contra as insanidades do mundo, lugar em que acolhe e é acolhido pelos familiares a quem ama e respeita.

Vive irritado, não mais sorri. É o mal-estar, o desentendimento, as meias-palavras e o tédio.
Fatalmente a violência, as agressões e até o suicídio serão cenários possíveis.

MAS NEM TUDO ESTÁ PERDIDO
Inobstante, sempre haverá o felizardo cujo aconselhamento paterno, a escolha dos ambientes na juventude, a boa leitura, os estudos e a Religião, configuram antídotos eficazes contra aqueles desatinos.

Então, por que não agirmos, desde agora, buscando preservar um melhor futuro para os que se encontram na “idade do idiota”?

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: NCfH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.