A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

CARLOS EDUARDO DE OLIVEIRA ANDRADE
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
REDEMOINHO
Por: CARLOS EDUARDO DE OLIVEIRA ANDRADE

Carlos Eduardo de Oliveira Andrade (Duda)
FS/BA, 14 jan 1988



Águas que retornam,
águas de redemoinho,
águas que não cansam
de passar pelo mesmo caminho.
Se olhares bem
no despertar e no adormecer
de uma singela margarida
verá que ela se assemelha
à água que norteia o redemoinho.
Pois foi ela amada e não esquecida…
E ambas continuam
tirando proveito do passado;
passado este que apesar de estar
bem perto do verbo
não se encontra
tão longe do peito.





















 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MEbK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.