A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Artigo
 
De Que Precisamos Imediatamte?
Por: Lindberg R. Garcia

De Que Precisamos Imediatamente?
Por Lindberg R. Garcia

“O medo depende da imaginação, a covardia do caráter.” (Josepf Joubert – 07/05/1754 a 04/05/1828 – moralista e ensaísta francês)

“A menor minoria de todas é o indivíduo, e só pode considerar um defensor das minorias aquele que defende a liberdade individual.” (Ayn Rand – 02/02/1905 a 06/03/1982), escritora, dramaturga, roteirista e filósofa norte-americana, que desenvolveu um sistema filosófico conhecido por “objetivismo.”)

Amigo leitor, conforme divulgado pela revista “Crusoé”, desta semana (16/11/2023), matéria sob responsabilidade do eminente jornalista Carlos Graeib, importante pesquisa desenvolvida pela economista Maria Helena, para o partido Novo. Como se trata de um tema de suma importância, quer do ponto de vista individual, quer do coletivo, tomo a liberdade de apresentar os principais resultados obtidos pela citada economista, que aliás, a mesma, foi anunciada como pré-candidata à Prefeitura da cidade de São Paulo. A seguir, como se manifestaram os entrevistados da mencionada pesquisa.

De Que Precisamos Imediatamente?
– reformas econômicas para destravar o capitalismo;
– Combate à corrupção;
– Defesa das liberdades individuais.

“Há uma sensação muito forte na sociedade que os impostos são pagos para sustentar regalias e oferecer serviços ruins.”
“A reforma administrativa é uma ideia que vem ganhando força e popular.”
“As pessoas acreditam que o serviço público precisa diferenciar os bons dos maus funcionários.”
“Mais de ¾ (75%), daqueles que foram ouvidos acreditam que demitir os maus servidores que não cumprem a contento o seu papel é justo e faz bem ao país.”
“O eleitor de direita voltou a se sentir tolhido. Ele se vê bombardeado por ideia e valores que não são os seus e, ao mesmo tempo, proibido de se contrapor a isso. Há uma sensação permanente de patrulhamento. Não é que existe medo da censura. A censura já esta aí.

Diante disso:
“As pessoas perceberão que existe coincidência entre o discurso e a prática – Romeu Zema, que tem uma gestão, bem avaliada no Governo de Minas, sempre disse; A essência do liberalismo é o combate a qualquer privilégio. Nossos deputados se opõem sistematicamente a projetos de lei ou decisões judiciais que restringem o direito das pessoas dizerem o que pensam.”

Seguindo a pesquisa apresentada por Carlos Graeib:
“Será que existe um terreno virgem para um partido de direita com valores autênticos e independência?”
“É preciso fundar núcleos de pessoas, organismos dedicados a difundir ideias conservadoras ou de matriz liberal.” Grupos liberais mostram força própria e já está ocorrendo em nosso país.

Grupos Liberais, organismos dedicados a difundir ideias conservadoras ou de matriz liberal vem se desenvolvendo no Brasil, tais como:
– Instituto Estudos Liberais;
– I.E.E. (fundado em 1984);
– Instituto de Formação de Líderes;
– Instituto Mises Brasil (Nota minha: Inspirado nas ideias de Ludwig von Mises e Friederich Hayek);
– Instituto Millenium;
– Instituto Liberal;
– Lola Brasil – Ladies of Liberty Alliance. Pretende engajar mulheres;
– Instituto Livre Mercado;
– Rede Liberdade; que agrega mais de 30 institutos.

Conclui o sempre eminente jornalista, a que concordo plenamente: “Sem dúvida é a charada do bolsonarismo que terá que ser solucionada para que a direita encontre uma saída do seu momento atual. Ainda que não possa se candidatar a nenhum cargo público até 2030, ou principalmente por isso, Bolsonaro dará máxima atenção àquilo que possibilite sua sobrevivência política nos próximos anos. Os traços personalistas do movimento que ele lidera devem exacerbar ainda mais. E não faltam exemplos de situações em que os bolsonaristas voltaram contra qualquer personagem de direita vistos como infiel ou como ameaça ao Chefão. Não há conflitos por enquanto, porque o governo Lula é um alvo para todos. Nas eleições ficará evidente se os integrante da direita sabem fazer alianças ou preferem devorar-se uns aos outros.”

Nosso comentário – Vivemos tempos estranhos em nosso país, onde pensar e manifestar, atributos inerentes ao ser inteligente, homem ou mulher, têm sido combatido por um ideologismo retrógrado, para não dizer obtuso e vazio de conteúdo, cujo objetivo é apenas lacrar o outro que pensa diferente. Ser liberal, na acepção legítima da palavra, é defender uma ampla gama de pontos de vista, segundo o princípio fundamental dessa ideologia, é apoiar as ideias de um estado mínimo quanto aos poderes, os direitos individuais, incluindo os direitos civis e direitos humanos, o livre mercado, a democracia, o secularismo, a igualdade de gênero, de raça ou cor. Alguém, em sã consciência pode ser contra tais valores? E o mais importante, o que fazemos nós em seu favor? É o momento de usar nosso poder de voto quando formos escolher nossos representantes nos três níveis de governo, municipal, estadual e federal. Invoco aqui, o exemplo de Winston Leonard Spencer Churchill (30/11/1874 a 24/01/1965), ou simplesmente Winston Churchill, um militar, estadista, escritor britânico que serviu como primeiro-ministro do Reino Unido de 1940 a 1945, durante a 2ª Guerra Mundial. Ideologicamente um liberal de quatro costados, foi durante a maior parte de sua carreira um membro do Partido Conservador, que liderou de 1940 a 1955, também foi membro do Partido Liberal de 1904 a 1924. Pois bem, esse homem, foi quem criou o célebre epítome: “O político só pensa na próxima eleição, o estadista na próxima geração.” Portanto, amigo leitor, você que teve o trabalho de ler o presente texto, fica o convite, nas próximas eleições escolhamos um estadista, e não um político.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (2)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KFPd (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.