A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
ANTES E DEPOIS DE TI
Por: Tolentino e Silva

Sentimento que não mais existe
Paixão que persiste
Uma derrocada, o fim
Tornei-me pássaro em gaiola
Cancioneiro sem viola
Céu sem Serafim

João sem destino
Cérebro sem tino
Leão no picadeiro
O fustigar com a peia
Agita meu sangue nas veias
Outrora fera, hoje, cordeiro

O malogro me consome
Transformaram-me em guasca, sem nome
Numa estrela sem brilho
Cuité sem cumbuca
Cozinha sem cuca
Trem sem trilhos

Saudade que me amofina,
destino que me desatina,
carcome minha alma desprovida.
Subjugado, retraio, minorado,
quem sabe, seja eu o culpado,
por ter esta amargura contraído.

Mudaste o destino
Deste home-menino
Que vagueia ao acaso, a esmo
Que sonhava com uma vida
Longa e colorida
Hoje, não encontra a si mesmo!


Atualizado: 14/12/2023

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MDHU (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.