A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
CANTO DA DESVENTURA
Por: Vilma Oliveira



Ao reler o nosso livro de poemas entrecortados
Um vazio desolador tomou-me o corpo e a Alma
Tua imagem flutua em névoa no pensamento
Em lembranças mortas agonizando vidas...
Em prantos lancinantes de sofrimento!

Esse imenso nada na vastidão do espaço
Cobre meus sonhos em trevas de saudades
A morrer antigas ilusões desventuradas
A murchar em lírios lágrimas de orvalho
O silêncio que invade eternas madrugadas!

A vida segue seu curso em mantas de nuvens
A consumir desencantos em rios de dissabores
Adormeço e os sonhos nunca me alcançam...
Meus delírios trêmulos a entorpecer os anos
Nesse abandono atroz que ao pó se lança!

Se tu soubesses o quanto à dor oprime o peito
Em chamas a crepitar meu coração exposto
Que sobe ao paraíso das lamentações...
Induz ao amor colher ventos e tempestades
Nos oceanos a navegar por entre recordações!


 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: gTDJ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.