A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Josete Marinho de Lucena
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Prosa
 
''Amizades'' que se vão ou farsa que sempre existiu
Por: Josete Marinho de Lucena

Às vezes dedicamos tempo demais a coisas ou pessoas que não merecem nosso tempo e nossas energias...
Às vezes confiamos em pessoas que não merecem a nossa confiança e/ou nosso interesse e, talvez até nosso amor...
Às vezes, aquilo que pensávamos ser uma amizade para toda vida, acaba-se diante de alguém que chega impressionando...
Às vezes nos deixamos nos levar pela farsa que as pessoas nos envolvem e até permitimos que elas nos enganem, por confiar demais... a nossa ingenuidade fala mais alto... e as pessoas más intencionadas se aproveitam... nesses momentos lembro de Santo Cura D´Ars, padre da Igreja católica que, em certa ocasião desarmou seus companheiros que o tinham como um bobo e disseram-lhe que havia uma vaca voando. Ao que o padre respondeu “prefiro acreditar que tem uma vaca voando a acreditar que vocês estão mentindo para mim’’. Porém, há pessoas que merecem tão pouco a nossa amizade e o nosso respeito que, ao ouvir isso naturalizam tanto a sua ação de enganar que agem como se estivessem fazendo o maior bem à humanidade...
Às vezes achamos que estamos velhos demais para tentar de novo, porque as pessoas que estão próximas a nós, fazem-nos acreditar que não temos habilidade para realizar determinadas tarefas...
Por isso, penso que na vida temos pessoas com quem podemos pensar alto e revelar todo o nosso ser, na certeza de que jamais nossa confiança será traída. Essas pessoas são dignas de serem chamadas de amigos... pois não estão conosco por ocasião... são amigos de todas as horas, em todas as etapas de nossas vidas, compreendem-nos e, sobretudo, não nos trocam por novas amizades, que podem oferecer algo de mais interessante... muito menos nos expõem ao ridículo diante dessas novas amizades...
Posso dizer que nessa vida conheci amizades sinceras e pelas quais tenho um grande apreço. Amigos verdadeiros? Tenho-os em grande quantidade... pessoas que se diziam amigas, com quem partilhei muitas alegrias e tristezas e que viraram as costas quando acharam que minha amizade não valia mais? aparecem na minha vida raramente ...
Após a decepção de ter perdido uma “amizade’’, vejo que estas pessoas é que não merecem o grande tesouro que é a minha amizade. Por isso aos grandes tesouros que tenho em minha vida com quem compartilho tristezas e alegrias e com os quais posso contar a toda hora... dispensando agendamentos
Aos meus verdadeiros amigos meu eterno, fiel e sincero amor.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PNYZ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.