A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
BEIJOS
Por: PAMMÝ RODRIGUES

Aperte meus meus lábios sendentos
Aperte meu corpo inteiro
Lábios convulsos em beijos sangrentos
Amor, morte, prazer e devaneio.

Mas não tardes a chegar, eu lhe peço
Não me tortures a guardar delícias
Em minha taça bebo o vinho e mistérios
No doce sabor que tem a malícia.

E quando enfim estiveres comigo
Pouco importará as dores em si
Na melhor melodia de ardentes suspiros
Eu em você. E você em mim.

Ouça o sino a tocar nesse instante
A meia-noite é primeiro momento
Beba a última gota de sangue
De meus lábios lascivos que te beijam tremendo.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PMPP (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.