A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Maria Iliana Schiavinato
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
TIRANDO A POEIRA
Por: Maria Iliana Schiavinato



Temos tantas recordações arquivadas, empoeiradas e até mesmo fechadas a chaves em gavetas descascadas, desgastadas e emperradas pelo tempo, pelo descaso ou simplesmente pelo medo de que talvez ao abri-las, as lembranças ali guardadas nos façam sofrer pelo que já foi, ou pior, pelo que nem chegou a ser.
Ao acordar hoje, sem mais nem menos, comecei a pegar minhas fitas K7 tão antigas, com gravações originais de bandas, cantores de rock, pop e algumas fitas que eu mesma gravei extraindo das Fm’s. Ouvi cada uma delas e senti meu passado voltando em cada canção, me trazendo a lembrança de momentos únicos; viagens, pessoas, amores passageiros, amores impossíveis, paixões devastadoras. Me lembrei de passagens interessantes, engraçadas, empolgantes e até mesmo tristes que dividi com pessoas queridas, algumas delas que ainda permanecem e outras com as quais perdi o contato sem qualquer motivo justificável, e lamentei essa minha falha. Finalmente descobri emocionada entre uma fita e outra a trilha sonora do verdadeiro amor e confesso que chorei e não foi pouco. Passei o dia tirando o pó não só das velhas fitas, mas principalmente de minha história que por qualquer motivo eu reputava insossa e que de repente me surgiu assim tão rica, intensa , tão vibrante e, com tudo isso, percebi que vale muito a pena abrir os velhos arquivos da memória e mesmo que alguns deles não sejam tão bons, ainda assim, são essencialmente meus, só meus, e cada um deles compõe um pequeno capítulo da minha vida.


Maria Iliana Schiavinato


 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: OMJf (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.