A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Erótico
 
Na alcova dos meus desejos
Por: Arlete de Andrade



Ainda dormia e teus olhos cobriam meu corpo descoberto, solto numa malha de algodão, deixando transparecer meus seios.
Senti seus dedos brincando em minha pele.
Beijou meus pés, pernas, coxas...meu ventre.
Sua língua invadiu meus desejos. Acordei perturbada, molhada, entregue, excitada!
Ofegante suspirava, não sabia se ainda sonhava...
Um beijo longo invadiu as portas do meu céu, tirando minhas forças...contraia...parecia enlouquecer.
Seus lábios subiram por meu corpo e me beijou os seios, os mamilos rijos amamentaram teus delírios...Beijou-me a boca intensamente, calou meus gemidos!
Senti tua carne em riste, latejante penetrar minha carne lentamente. Teus olhos agora fitavam os meus, querendo alcançar meu desespero.
Num entra e sai de amor, te quis, cada vez mais dentro de mim...
Agora era eu quem te domava... meu garanhão...
Cavalguei pelas terras de Afrodite, como louca, sussurrando teu nome...explodimos!
Senti escorrer teus desejos e os meus, como lava quente, umedecendo ainda mais minhas terras de prazer.
Aos poucos despertei, olhei em volta, meu coração ainda pulsava acelerado;não havia ninguém, somente eu, meus desejos e meus dedos.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (4)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: GJRE (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.