A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Maria Iliana Schiavinato
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poema
 
DEVANEIOS
Por: Maria Iliana Schiavinato




Até a força bruita das águas do mar
precisa de um acalanto doce como as águas dos rios,
para que seu equilibrio seja pleno;
Até o íngreme rochedo, austero e distante se inebria
com o desabrochar de uma flor por entre suas fendas
obscuras e traiçoeiras;
Até a mais poderosa mata nativa precisa da força
de um raio de sol, de uma gota de orvalho
para que seu poder absoluto possa prevalecer,
Então, por que eu simples mortal,
deveria aceitar a vida sem o brilho de sua essência?
Busco sem cessar
o dia em que esse brilho retorne a mim,
que me faça sentir o sangue correre por entre as veias,
que pulse, que arrebate, mas que seja meu,
só meu,
com todo seu esplendor.


Maria Iliana Schiavinato
Janeiro/2010

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FYIJ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.