A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

ALESSANDRA LELES ROCHA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
O poder nas asas de Ícaro
Por: ALESSANDRA LELES ROCHA

É! O poder inebria, entontece e, não raras às vezes, conduz ao ridículo. São tantos os exemplos por aí de gente disputando quirelas, lampejos de luz na multidão, para se fazer notar entre os viventes. Ícaros1 em versão repaginada, mas ainda ostentando asas feitas de penas e ceras para voos tão altos e ousadias existenciais tão perigosas.
Existir, no mais profundo sentido que isso possa significar, já não é mais o bastante ao ser humano. Ter tornou-se a moeda indispensável na construção das relações humanas; mesmo, que nem seja propriamente uma verdade absoluta, mas simplesmente o brilho de uma imagem cenografada para se chegar aos propósitos almejados.
Não vivem do passado, muito menos do presente, mas são lobos vorazes do futuro imediato que lhes escapa no piscar dos olhos. Frios, céticos, calculistas na medida exata em “estar na crista da onda”, em “ser o ícone do momento”, “o clic da semana”; sempre lembrado, jamais esquecido. E isso se torna o movimento vital de anônimos e famosos que querem mais do que existir, que viver uma vida normal, cheia de altos e baixos; mas, geralmente, simples e sem grande glamour. Para esses indivíduos a realidade passa despercebida, os problemas reais são amenizados com o olhar atento sobre as amenidades, superficialidades, banalidades, ou algo que esteja bem longe do seu próprio “quintal”.
Enquanto nossa Diplomacia transforma Clark Kent em Super-Homem2 e “luta pela paz mundial”, celebrando acordo nuclear entre Brasil, Turquia e Irã3, por aqui outros tipos de ameaça crescem assustadoramente sem dar muita sensação na mídia. Parecemos bons negociadores lá fora, mas aqui... A violência de todos os tipos mata como em quaisquer outras guerras mundo afora, as doenças tropicais - como a Dengue, a Malária, a Febre Amarela, a Leishmaniose – e as infectocontagiosas – como a AIDS, a Tuberculose, a Hepatite – matam pessoas e sobrecarregam o serviço público de saúde como faziam no século passado, a informalidade no mercado de trabalho aliada ao baixo nível de instrução e escolaridade são bons indicadores do quanto perdemos em produtividade no país; enfim, “colocamos lentes cor de rosa” e enxergamos apenas a prosperidade, o belo, o sucesso futebolístico, as manchetes dos jornais e revistas. Voamos com as asas de Ícaro sem nos preocupar com a iminência de cair!
É preciso atentar que os tempos em que o poder passava de geração em geração ficou nas páginas dos livros de história; há muito, ele vem sendo galgado, disputado, conquistado, garimpado com firmeza na bateia. Muito jogo de cena, muito latim bradado em bom som, muita artimanha para convencer, muitos sorrisos para persuadir, muitas mãos estendidas para cumprimentar, muito, muito, muito... Até chegar lá e provar do manjar dos deuses que é o poder. Aí se inverte a lente do binóculo para tudo ficar tão distante! Para a realidade de o momento parecer eterna e inesgotável! Para os clamores dos súditos parecerem ruídos sem importância! Para esquecer-se da verdade de que a roda da vida gira e tudo isso pode acabar de repente!
Nem sempre querer é poder; mas, poder é sempre querer sem quaisquer tipos de medidas. Mas, também é fato, que os poderosos estão sempre em minoria e os que querem, mesmo que seja simplesmente respeito, migalhas por sua subserviência, são a maioria. Talvez um dia, de tanto querer possam se fazer ouvidos e vistos, tornem-se motivo de interesse maior da imprensa, consigam um horário disponível com o Super-Homem para resolver a sua paz social, as suas mazelas tão cronificadas. Talvez um dia, possam deixar de querer sonhar uma sobrevivência digna, de depositarem esperanças apenas na fé “Tudo posso Naquele que me fortalece.” (Filipenses 4:13), para se tornarem cidadãos de um país digno de ser conhecido e reconhecido como uma grande nação.
_________________________________________

1 http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dcaro

2 http://pt.wikipedia.org/wiki/Superman

3 http://www1.folha.uol.com.br/mundo/741430-acordo-com-ira-seguiu-roteiro-sugerido-por-obama-a-lula.shtml

http://moglobo.globo.com/integra.asp?txtUrl=/mundo/mat/2010/05/28/amorim-diz-ter-certeza-de-que-acordo-com-ira-foi-coisa-certa-916723138.asp

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: QPDE (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.