A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Antuérpio Pettersen Filho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
DILMA: O BRASIL GOVERNADO DE SAIAS...
Por: Antuérpio Pettersen Filho

DILMA ROUSSEF: “O BRASIL GOVERNADO DE SAIAS...”

Por : Pettersen Filho


Nem bem o Presidente Lula, agora Ex, vestiu o velho pijamas listrado, e, Recluso do Poder, partiu para o aparente Ostracismo Político, em seu Apartamento, no ABCD Paulista, Controle Remoto do seu Aparelho Televisor da Presidência da República na mão, perfeitamente sintonizado com os Bastidores do Planalto, aliás, como “nunca antes, visto na História desse País”, empossou-se na Presidência da República, no ultimo Sábado, ao 1° de Janeiro de 2011 a Primeira Presidente Mulher do Brasil.
Dona de uma História Peculiar, Dilma Roussef, que poucos pares seus, Homens ou Mulheres, ousaram trilhar em suas biografias pessoais, Brasileira de Origem Búlgara, ao tempo da velha Europa Oriental, saiu, em poucas décadas de vida, das mais profundas entranhas, do que pode ser, eventualmente, chamado de Inferno, na Década de 70, quando no auge da sua juventude aliou-se aos Movimentos de Contestação da Ditadura Militar no Brasil, em que fora detida e sodomizada nas Masmorras do DOI/CODI, até o trilhar da sua Meteórica Carreira Política, em Porto Alegre/RS, onde, singrando nos Mares Límpidos do PT – Partido dos Trabalhadores, em verdadeiro Céu Astral, alçou o Ministério das Minas e Energias e a Casa Civil, durante o Governo Lula, de quem, ora, herda a Presidência da República.
Herdando, também, junto com a Presidência da Maior Democracia da América Latina, o Brasil, a árdua tarefa, quer queiram, ou quer não queiram, de se ver comparada, na Gestão que ora inicia, com um daqueles Homens que desfrutou, desde o primeiro momento em que se constitui Presidente da República, em 2002, Luis Inácio Lula da Silva, numa Aliança Tupiniquim de Interesses, nos braços do Sindicalismo Estatal e no Corporativismo Institucional de Agentes Públicos, também, “nunca antes visto, na História desse Pais”, durante, pelo menos, os seus oito anos de Poder, constituindo-se, ademais, no Homem que, muito acima das próprias Instituições Nacionais, simbolizou, e teve, o maior índice de Aprovação Popular, em toda a História da Republica Federativa do Brasil, Dilma, no entanto, assume o Poder com o, quase, intransponível obstáculo, de sobrepujar Lula, em empatia e realizações falastronas.
Sem conseguir, aparentemente, olhar-se no Espelho, nesse inicio caudaloso de Mandato, sem que enxergue, à sua frente, a Imagem do próprio Presidente Lula, seu Padrinho Político, afora as acusações rancorosas que enfrenta dos Revanchistas entrincheirados nas Casernas do Poder, de Subversiva, ou de Inexperiente em cargos Administrativos, bem dentro do seu “Casaquinho com Saias”, desde o inicio, adotando um “Discurso” Menos-falastrão, do que o do próprio Presidente Antecessor, em uma Sociedade Brasileira, ainda, bastante “Machista”, Dilma Roussef, de brinde, ao contrário do que aconteceu durante todo o transcurso do Governo Lula, enfrenta, desde as primeiras horas do seu Governo os custos de uma Maquina Pública Mal Azeitada e Arcaica, diante de Reformas Estruturais, nunca feitas pelo seu Antecessor, sobretudo, no ultimo Ano Eleitoral de Governo, em que terá que arcar com os pesados custos, Políticos e Financeiros, dos acordos espúrios da Indigesta Campanha Política, ainda mal passada.
Empossada, no entanto, por assim dizer, em plena “Menopausa” da Economia Mundial, ao contrario de toda a Conjuntura Lula, em que as ditas “Comodites” de Alimentos, mostram-se desconfortavelmente inflacionarias, batendo forte no Custo de Vida, na Mesa do Brasileiro, onde não podem faltar, sob pena de desconfortável Preço Político, a lhe ser pessoalmente imputado, nem a carne, nem o petróleo e nem o pão, cujas tabelas, já, nas alturas, Dilma já encontra, nesses primeiros desafios, questões de difícil lida, que vão desde a Queda do Dollar ao Cataclismo Climático...
...mas, com isso, Menopausa Econômica, TPM Política, e trato da própria Imagem, Clima a parte, ao contrário de Lula, o que se imagina é que Dilma Roussef, mais que o seu próprio Antecessor, fatalmente, como Mulher que é, já encontra-se perfeitamente adaptada...
Aliás, como “nunca antes visto na História desse Pais”:
É o mote que, indubitavelmente, carregará como Herdeira de quem é, o próprio Presidente Lula, a lhe assombrar.

Texto postado originalmente no Site: www.paralerepensar.com.br

Jornal Grito Cidadão

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: TgSS (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.