A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Antuérpio Pettersen Filho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
COOPERATIVA DE PROTEÇÃO VEICULAR, CLUBE DE PROTEÇÃO E SEGURADORAS: “A CRUEL DIFERENÇA ENTRE SEIS E MEIA DUZIA...”
Por: Antuérpio Pettersen Filho

COOPERATIVA DE PROTEÇÃO VEICULAR, CLUBE DE PROTEÇÃO E SEGURADORAS: “A CRUEL DIFERENÇA ENTRE SEIS E MEIA DUZIA...”
Por : Pettersen Filho
Apresentando-se perante o Consumidor como aparentes “Seguradoras” de Veículo, como o são a Porto Seguro, ou Bradesco, por exemplo, Instituições, até onde se sabe, sérias, balizadas pelo Banco Central do Brasil e a Susep – Superintendência de Seguros Privados, existem, contudo, no Mercado, Cooperativas e Associações corporativas, com mesmo intuito, que ofertam as chamadas “Proteção Veicular”, como se Seguro, no sentido estrito da palavra, fossem, algumas até, patrocinado Time de Futebol de abrangência nacional, em Minas Gerais, com Logomarca estampada e muito Marketing, já objeto de Ação propícia do Ministério Público Estadual, contudo, e muito embora, ainda operantes no Mercado...

Triste, foi essa a constatação de GP Forattini, ao ter o seu veículo abalroado, há cerca de dois meses atrás, quando uma dessas Cooperadas, Senhora Lorraine de Tal, beneficiarias de um desses “Clube de Proteção Veicular”, é como se denomina, precisou acionar o “Seguro”, em razão de Terceiro, no caso o próprio GP Forattini, que teve o seu carro batido por trás, na Avenida Vilarinho, em Belo Horizonte, situação em que a causadora assumiu toda a culpa, e acionou a tal Associação, prontificando-se a pagar, coisa que até o momento, passado mais de um mês, não ocorreu, para tanto, alegando o tal “Clube” não haver peças de reposição do veículo no Mercado, coisa que vem, segundo ele, impedindo os reparos.

Situação anusual, diferente daquelas em que a Seguradora, normalmente, oferece um veiculo de reposição, enquanto o do interessado é reparado, o que não é o caso, a ocorrência já se encontra disposta na Justiça, em que GP Forattini requer, via Juiz, que se bloqueie o valor da despesa na conta do Clube, a fim de que ele mesmo faça o reparo, em processo que requer, também, perdas e danos materiais e morais pelos fatos ora narrados.

Portanto, cuidado Consumidor brasileiro, Seguro é Seguro, Proteção Veicular, Cooperativa, Associação ou Clube, não. Não são regidos pelo Banco Central ou Susep, que lhe obriguem natural dever de indenizar.

Saiba mais em www.abdic.org.br

Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CMZK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.