A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Continuam desviando o foco?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Tem estratégia que sempre funciona

O que prende mais a atenção do brasileiro quando assiste aos noticiários pela mídia? A inflação em alta? O aumento descontrolado nos preços dos combustíveis e dos alimentos? A economia do país rumo ao abismo? Certamente nada disso tem importância diante da polêmica sobre o perdão presidencial para o deputado Daniel Silveira, condenado a prisão por 8 anos e 9 meses pelo STF. Não bastasse isso, o perdoado pelo Mito será membro titular da CCJ, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara de Deputados. Como não dar atenção a isso?
Mas além de ocupar um dos cargos mais importantes nesta Casa Parlamentar, o deputado Daniel Silveira ainda foi indicado pelo seu partido - e eleito por seus pares - como o primeiro-vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. Aos sedentos por Justiça que consideram que ninguém está acima da Lei, isso precisa ser colocado acima de qualquer outro problema, inclusive da Economia. Como ficar indiferente a algo tão prioritário? Não tratar algo de gravidade inaceitável como prioridade é de uma passividade humilhante. Por isso a impunidade é um câncer nacional!
Infelizmente os assuntos mais importantes não ganham destaque na mídia tradicional no Brasil. Por que dar importância aos assuntos secundários como desemprego, corrupção no MEC, compra de Viagra e prótese peniana do Exército, se temos uma ameaça de fraude nas urnas eletrônicas nas eleições presidenciais? Como aceitar as declarações do ministro do TSE, Luís Roberto Barroso, sobre a má intenção das Forças Armadas simulando colaborar com esta Instituição? Isso, sim, é muito grave e precisa ser publicamente esclarecido. Custe o que custar!
Portanto, enquanto a população não souber o que precisa ser exaustivamente combatido, sendo mostrado o caminho para isso, continuaremos patinando por falta de foco e objetivo. Às favas a tentativa de desestabilizar um governo tão sério e honesto. O mundo todo sofre por causa da pandemia da Covid-19, apesar do Brasil ser um exemplo no combate, segundo o nosso presidente da República. Noves fora as críticas pelo passeio de Jet Ski e as motociatas, além dos mais de 650 mil mortes, todos morrem um dia, segundo o Mito. Por isso o justificável “E daí?”
Enquanto ficarmos exigindo esclarecimentos públicos sobre as denúncias de corrupção na aquisição de vacinas, compras de supérfluos para as Forças Armadas, Kit Robótica para escolas que nem funcionam e lobby de pastores para liberar verbas do MEC às prefeituras... O STF condena um deputado que apenas exerceu o direito à liberdade de expressão. Daí que nada mais justo aplicar uma medida reparatória para corrigir este absurdo que cometeram contra um cidadão de bem, inocente, patriota e respeitador da Democracia. O Mito usou bem a Compactor?
Qual impacto alguém vê na declaração do Banco Mundial sobre um resultado abaixo do esperado para o PIB neste 2022? Por causa da invasão da Rússia na Ucrânia, o presidente desta instituição, David Malpass, disse que está reduzindo o crescimento global de 4,1% para 3,2%. O nosso presidente da República disse ao presidente Putin que o Brasil é solidário à Rússia, quando visitou o seu país, antes da invasão. Se ele é a favor da Economia acima de tudo... Não dá para ver coerência no seu apoio ao país invasor e as consequências disso. Mas o mundo ouviu.
Sabe-se que o censo realizado serve para identificar a situação social e econômica da população. De posse desse levantamento, o gestor pode decidir onde investir os recursos públicos de forma eficaz. Por que este governo relutou tanto em incentivar essa coleta de dados que serve de espelho para a nossa realidade? Essa visão de mundo, além da desqualificação pública dos servidores da Ciência e dos ligados aos órgãos de controle fundamentais da Administração Pública, sinaliza que esta gestão não quer direcionar a verba ao encontro da necessidade. Mas...
Uma característica do presidente Bolsonaro é o gosto pelo confronto, apesar de ele afirmar que atua dentro das 4 linhas do permitido pela nossa Constituição Federal. Por isso, alguns especialistas veem todo esses gestos midiáticos, concedendo perdão ao deputado e criticando publicamente o ministro do TSE, como um enfrentamento com o Judiciário. O que ele ganharia defendendo uma pessoa que tem uma ficha como policial militar generosa de punições por indisciplina. Soa estranho ver alguém que detesta comportamento incorreto comprar esta briga.

J R Ichihara
27/04/2022

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: UIgC (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.